Chefe de Estado ressalta qualidades do Decano do Corpo diplomático

Chefe de Estado ressalta qualidades do Decano do Corpo diplomático

Ao discursar na cerimónia de cumprimentos de Ano Novo ao Corpo Diplomático, disse que essa interpretação contribui para a concórdia e a aproximação entre os povos e os países num espírito de respeito e compreensão mútua.

“É para mim motivo de grato prazer receber os Senhores Representantes do Corpo Diplomático nesta Cerimónia de Cumprimentos de Ano Novo. Ouvi com muita atenção as palavras do Senhor Decano do Corpo Diplomático, a quem agradeço profundamente as palavras de amizade e cortesia”, disse.

Segundo o Chefe de Estado, este aspecto é sobremaneira importante quando o mundo vive uma época difícil.

Afirmou que são muitos os problemas a que a comunidade internacional tem de fazer face, e só colocando acima de tudo a vontade política, o espírito de diálogo e o cumprimento dos princípios e normas do Direito Internacional será possível encontrar soluções para esses problemas.

Nesse contexto, disse ser inquestionável a necessidade de regresso aos parâmetros do multilateralismo universal, para se ultrapassarem mais facilmente os conflitos militares, o clima de incerteza política e a crise económica e financeira, a que o actual espírito unipolar nas relações internacionais conduziu em diferentes partes do globo.

Declarou que, felizmente, vai-se formando um consenso de que é urgente inverter-se a inércia negativa dos conflitos e que a paz é fundamental para o desenvolvimento e progresso dos povos e nações, para a promoção da democracia e para a salvaguarda dos direitos humanos.

“Essa visão mais realista, pragmática e tolerante nas relações internacionais é tanto mais importante quanto o facto de as Nações Unidas e outras instituições internacionais estarem a desempenhar um papel cada vez mais activo na tentativa de resolução dos problemas internacionais. É também nesta perspectiva que devem ser saudadas algumas alterações que ocorreram recentemente no mundo”, expressou.

Disse acreditar que o novo Secretário-Geral da ONU, recentemente empossado, vai dar um notável impulso a uma nova abordagem dos problemas internacionais e que os Estados membros dessa organização universal vão dar o contributo que estiver ao seu alcance para a busca de soluções efectivas para os conflitos actuais, bem como para se evitarem novos conflitos, através de uma diplomacia preventiva mais actuante.

Related posts

CÍRCULO NACIONAL

CÍRCULO NACIONAL

CÍRCULO NACIONAL Mesas Censo Totais 25.474 9.317.294 Escrutinado 25.160 (98,77%) 9.221.963 (98,98%) Percentagem de votos MPLA 61,05% UNITA 26,72%...

Posted
TOTAL NACIONAL

TOTAL NACIONAL

TOTAL NACIONAL Mesas Censo Totais 25.474 9.317.294 Escrutinado 25.160 (98,77%) 9.221.963 (98,98%) Percentagem de votos MPLA 61,05% UNITA 26,72%...

Posted

Leave a Reply